Dores e Amores da Educação à Distância

Quero compartilhar com vocês, uma pergunta que sempre me fazem, por ser professora e consultora há muitos anos; “vale a pena a educação à distância”? As pessoas aprendem? Será que não é melhor a educação que se faz presencialmente? E terminam o interrogatório perguntando sobre a minha experiência com salas híbridas (alunos presenciais e outros à distância).

 

Qual a resposta clássica? Depende….

 

DEPENDE DO QUE?

 

Depende do objetivo e das características individuais. Da qualidade da atenção, da disciplina, da vontade de estudar e da necessidade ou não de contato.

 

Sendo assim, cabe a cada indivíduo pensar em si e escolher, mas há alguns pontos que valem à pena serrem dissecados.

 

POR QUE A EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA É IMPORTANTE?

 

Fundamentalmente a educação à distância é importante para o DESENVOLVIMENTO HUMANDO, pois incrementou de maneira exponencial a possibilidade da educação.

 

A Educação à Distância possibilita:

 

  1. Acesso à educação, oferecendo oportunidades de aprendizagem para pessoas que, de outra forma, teriam dificuldade em frequentar cursos presenciais, como aquelas que moram em áreas remotas, têm responsabilidades familiares ou trabalham em tempo integral.
  2. Flexibilidade, algo tão necessário nos tempos atuais, uma vez que permite que os alunos estudem em seu próprio ritmo e em horários convenientes, adaptando o aprendizado às suas necessidades e compromissos pessoais. Isso oferece a oportunidade de conciliar estudos com trabalho, família e outras responsabilidades. Tem coisa melhor?
  3. Ampliação de conhecimentos, já que os alunos podem acessar uma variedade de cursos e programas de diferentes instituições de ensino, ampliando suas opções de aprendizado e adquirindo conhecimentos em áreas específicas.
  4. Desenvolvimento de habilidades tecnológicas, pois envolve o uso de tecnologia e ferramentas digitais, o que ajuda os alunos a desenvolver habilidades tecnológicas essenciais no mundo atual. Isso inclui o uso de plataformas de aprendizagem online, colaboração virtual e competências digitais.
  5. Redução de barreiras geográficas e financeiras no que se refere à educação, pois os alunos não precisam se deslocar fisicamente para instituições de ensino, o que pode reduzir custos de transporte e acomodação. Além disso, muitos cursos online são mais acessíveis financeiramente do que programas presenciais.
  6. Aprendizagem ao longo da vida, permitindo que as pessoas continuem se desenvolvendo, adquirindo novos conhecimentos e atualizando habilidades. Isso é especialmente importante em um mundo em constante evolução, onde a atualização e a adaptação são necessárias para se manterem relevantes no mercado de trabalho, independentemente da idade.

 

MAS, PARA AS EMPRESAS, SERÁ QUE A EAD É VÁLIDA? COMO SABER SE O COLABORADOR ESTÁ DE FATO APRENDENDO? O QUE O LÍDER DEVE FAZER PARA GARANTIR UM BOM APRENDIZADO?

 

Aqui, de novo, precisamos adotar uma abordagem equilibrada, levando em consideração o conteúdo a ser transmitido, a necessidade de maior ou menor interação, a disciplina dos colaboradores e, mais do que tudo o alinhamento em relação ao resultado que se pretende do aprendizado. No entanto, é de vital importância conhecer muito bem a equipe para identificar os traços individuais e agir de forma específica em relação a cada colaborador.

 

Assim, segue algumas dicas para o líder, ainda que genéricas, para que estimule um bom resultado em relação ao aprendizado à distância:

 

  1. Estabeleça expectativas claras: Desde o início, comunique claramente as expectativas em relação ao desempenho acadêmico e à dedicação necessária para o curso EaD. Certifique-se de que o colaborador esteja ciente de quais são as metas e os prazos específicos.
  2. Promova o comprometimento: Incentive e motive o colaborador a se comprometer com o curso, enfatizando a importância do desenvolvimento pessoal e profissional. Mostre interesse em seu progresso e encoraje-o a aplicar os conhecimentos adquiridos no ambiente de trabalho.
  3. Acompanhe o progresso: Verifique regularmente o progresso do colaborador, solicitando atualizações sobre as tarefas e avaliações do curso. Estabeleça momentos específicos para discutir o progresso e os desafios encontrados, oferecendo suporte e orientação conforme necessário.
  4. Ofereça suporte adequado: Certifique-se de que o colaborador tenha acesso aos recursos necessários para realizar o curso EaD, como computador, internet confiável e tempo adequado para o estudo. Esteja disponível para responder a dúvidas e fornecer orientações quando necessário.
  5. Incentive a autodisciplina: Como a EaD requer autodisciplina, motive o colaborador a gerenciar seu tempo de forma eficiente e a estabelecer uma rotina de estudo consistente. Ajude-o a identificar estratégias de organização e planejamento para equilibrar as responsabilidades do trabalho e do curso.
  6. Reconheça o progresso e as conquistas: À medida que o colaborador avança no curso, reconheça e celebre suas conquistas. Destaque a relevância do aprendizado para o desenvolvimento de suas habilidades e o progresso em relação às metas estabelecidas.

 

MAS, COMO ESCOLHER O MELHOR CURSO? COMO AVALIAR SE É OU NÃO ADEQUADO?

 

Talvez seja essa a mais importante pergunta, uma vez que, se a escolha não for adequada, não adianta o estudante fazer o seu melhor.

 

Assim, sugiro alguns cuidados para a escolha de um curso EAD.

 

Identifique com clareza os objetivos que precisam ser atendidos, sejam os seus, sejam os da empresa e confronte com a programação, com o conteúdo que está sendo oferecido.

 

Busque informações com pessoas que já fizeram o curso, perguntando principalmente – “Qual foi sua mudança e melhora pessoal e profissional após o curso?” A programação vendida foi a entregue? A pessoa que ministrou o curso é reconhecida no mercado? Tem formação adequada? Busque nas mídias sociais algo sobre o(s) profissional(is) responsáveis pelo curso e que será(ão) os professores. Pergunte também se o investimento vale o resultado obtido ou não. Busque saber se há ou não certificação, conheça os recursos que irá precisar e qual o suporte que é dado antes, durante e depois das aulas.

 

Feita essa pesquisa, resta apenas mais um ponto.

 

E VOCÊ, ONDE FICA?

 

Então, observe-se e responda se você tem vontade de fazer o curso, comprometimento real e disciplina.

 

Se a resposta for positiva, tenho certeza de que o resultado será excelente. No entanto, se você não se sentir absolutamente apaixonado(a) pelo tema, não dor alguém disciplinado(a), precisar e valorizar muito o contato pessoal, talvez seja melhor procurar um curso híbrido ou ainda apenas presencial.

 

Como se sabe, tudo na vida tem prós e contras, custos e benefícios.

 

Eu, pessoalmente, gosto muito de cursos EADs, mas de curta duração e com objetivos muito claros a serem alcançados.

 

Também gosto da ideia de cursos onde é possível escolher quando se quer estar presencial ou não. Até porque hoje o que conta é a experiência que cada pessoa tem ao adquirir conhecimentos. E, ainda, tudo que se faz com prazer, com amor e alegria, até por conta da emoção que está associada, aprendemos mais.

 

Assim, a pergunta ainda que não quer calar é: para você, em que momentos é mais interessante estudar online (e isso não quer dizer sozinho, porque há uma imensa possibilidade de interação), ou quando você sente vontade de ver e conversar com pessoas?

 

Respondendo a todas essas perguntas, além de seguir os passos para uma boa avaliação do programa, tenho certeza de que encontrará uma forma agradável e eficaz de ser ainda melhor do que você é. O importante é nunca parar de se desenvolver e sempre ter a paixão pelo novo e pela descoberta de si. Isso é o que me faz levantar todos os dias!!!

 

Profa. Dra. Fátima Motta

 

 

AUTOCONHECIMENTO É A CHAVE DO SUCESSO 

 

Muitos desafios  passam pelo aspecto individual, da construção de cada personalidade. Por incrível que pareça, conhecemos muito mais os objetos que possuímos como celulares, smart tvs, carros etc., do que nós mesmos. Sabemos quais comandos utilizar nesses objetos e não temos a menor ideia de como direcionar nossos pensamentos, sentimentos e comportamentos. 

 

Por isso, desenvolvi uma metodologia própria para trabalhar com profundidade seu autoconhecimento. Essa metodologia tem base na psicanálise e no eneagrama. Marque uma conversa comigo para que eu possa explicar sobre o grande salto que você pode dar em sua vida, a partir do autoconhecimento.

 

Entre em contato para mais informações.

 

Whatsapp https://wa.me/qr/H6SVHFHUH2LFL1 

209 Post Views
plugins premium WordPress