Profissões e Eneagrama

Talvez seja interessante contar para vocês, como surgiu a ideia de falar sobre Profissões e Eneagrama!! Pois então, surgiu pelo fato de muitos clientes e alunos sempre se questionarem em relação às suas carreiras e, de uma maneira geral, eu percebi que essa é uma grande dúvida de muitas pessoas. Será que eu me dou bem nessa ou naquela carreira? Em qual trabalho serei mais feliz? E, claro que não existe e nem nunca existirá uma resposta definitiva, até porque é a própria pessoa que deve fazer a escolha e existem vários instrumentos que podem ajudar, mas eu entendo que o Eneagrama pode dar ótimos direcionamentos.

Então, vamos lá. Vou partir do pressuposto que vocês já saibam qual é seu eneatipo, mas, caso você não saiba, vou dar umas dicas por aqui, mas, para que fique mais claro, agende um atendimento on-line e falaremos mais a respeito.

O Eneagrama é, então, um sistema psico dinâmico que mostra as diferentes formas de cada pessoa enxergar a vida e suas preferências, bem como vícios emocionais e modelos mentais. É esse sistema que pode nos ajudar a entender porque escolhemos nossas profissões e nos damos bem ou mal nelas.

Podemos escolher algo que seja mais desafiador para a nossa personalidade ou algo mais alinhado com nossas principais tendências.

Então, sabemos que os tipos

8, 9 e 1 do Eneagrama são instintivos, mas o tipo 8 movimenta-se pelo poder. Assim, é importante para esse tipo exercer funções onde tenha autonomia e possa exercer liderança. Terá dificuldades de trabalhar subordinado a líderes centralizadores ou em funções onde não possa expressar sua opinião livremente. Por outro lado, trabalham muito bem em cargos onde seja líder, ou empresários, em áreas diversas, mas é importante que seu poder possa ser reconhecido e seguido. São vistos nas empresas em áreas financeiras, no jurídico, entre outras áreas e, trabalhando como profissionais liberais, encontramos tipos 8 sendo médicos, advogados, professores, consultores etc.

Já os profissionais do tipo 9 têm maior facilidade em liderar de forma mais compartilhada e exercer funções que não sejam muito estressantes. Gostam de lidar com pessoas, portanto se dão bem na área de recursos humanos, serviço social, psicanálise, psicoterapia, mediação, ombudsman, o que não quer dizer que não se deem bem em outras funções, mas, de preferência precisam servir a uma causa ou a alguém.

O tipo 1 tem maior facilidade com atividades que precisem de normas, procedimentos e processos. São líderes mais direcionados e focados no jeito certo de fazer as coisas. Atividades ligadas a auditoria, engenharia, qualidade, direito, produção. informática, profissionais liberais como médicos, consultores de processos, professores, escritores, revisores, policiais, entre outras funções favorecem a atuação desses profissionais.

Os tipos 2,3 e 4 são emocionais e tem uma imensa facilidade em se conectar com o coração em tudo que fazem.

Os tipos 2 adoram servir os outros, mas de uma forma mais específica e seletiva. São líderes mais paternalistas, gostam de áreas como serviço social, gestão de pessoas, se dão muito bem em projetos para melhorar o clima da empresa. São encontrados também como donos de restaurantes, consultores de moda, escritores, enfermeiros, serviço social, atividades de desenvolvimento humano, psicanalistas, psicoterapeutas, camareiros, governança, professores, empresários de áreas que prestem serviço a pessoas de forma mais seletiva.

Já os profissionais do tipo 3 tendem a ser líderes focados no resultado e têm facilidade com profissões que sejam desafiadoras e lhe confiram algum mérito, como gerência geral, presidência, consultoria, finanças, administração em geral, vendas, relações públicas, professor.

Os profissionais tipo 4 sentem a dor da alma humana com muita facilidade. São líderes ficados nas pessoas, mas com criatividade chegam aos resultados. São ótimos na área de marketing, teatro, cinema, poesia, psicanálise, terapia em geral, desenvolvimento humano, entre outros.

Os tipos 5,6 e 7 são mentais e observam o mundo da forma mais racional possível. 

Os tipos 5 são ótimos no que se refere a planejamento, à excelência conceitual, à profundidade em metodologias. São líderes mais distantes, mas ótimos coachs e delegam o que consideram não fazer parte da estratégia. Ótimos nas áreas de planejamento estratégico, engenharia, processos, pesquisas, estudos científicos, professores, estrategistas de negociações políticas, cientistas, escritores, entre outras possibilidades.

Os tipos 6 apresentam uma liderança focada nos resultados, mas no controle de riscos. As áreas onde atuam com muita tranquilidade são finanças, auditoria, investimentos, controle de riscos, planejamento, orçamento, administração geral, consultoria, segurança entre outras.

Por fim, o tipo 7 tem uma imensa capacidade de trazer um olhar de otimismo e de prazer para tudo que gosta. É um líder que delega, muito próximo da equipe e bastante inovador. As profissões onde os encontramos são em marketing, cinema, eventos, teatro, palestrantes, esportistas, fotógrafos, músicos, empreendedores, em startups, áreas de inovação em geral, planejamento, entre outras.

Apesar dessa singela e superficial classificação, quero deixar claro que todos os eneatipos podem atuar de forma positiva em qualquer função, uma vez que o ser humano está sempre construindo suas competências. 

Essas são apenas algumas reflexões a partir de experiências no meu cotidiano como mentora de pessoas, mas servem apenas como estímulos para que continuemos conversando.

A propósito, se vc quiser conhecer mais sobre o Eneagrama, ministro um Curso sobre o tema nos dias 17  e 18/01/20

E, para quem quiser saber seu eneatipo e subtipo, agende uma consulta on-line ou presencial. Outra possibilidade é você ler o e-book. Segue o link. http://materiais.fatimamotta.com.br/eneagrama-das-personalidades

5.044 Post Views
plugins premium WordPress