O Papel do Líder Coach na Gestão Ágil

Acredito que você ouve muitas pessoas falarem a mesma coisa: precisamos mudar e mudar rápido. Do jeito que as coisas estão, é impossível permanecer. Precisa-se trabalhar muito para conseguir o que antes era obtido sem tanto esforço. Os consumidores ficaram cada vez mais exigentes, querem viver experiências, sabem o que querem, tem todas as informações ao alcance da mão. A tecnologia muda a cada segundo e acompanhar tudo isso é praticamente impossível.

Essa é a realidade que vivemos e, por isso, as empresas precisam ser ágeis. Há mais de 17 anos, nasceu o Agile Manifesto, objetivando acelerar a inovação de softwares, adaptando-os às necessidades e gostos dos clientes.  Esse movimento foi além dos limites da tecnologia e hoje influencia várias áreas da organização. A essência da gestão ágil é dividir a empresa em pequenas equipes, cada uma atuando como unidades autônomas e interligadas, a parte e o todo, o todo e a parte, comunicando-se o tempo todo, movimentando-se de forma rápida, com equipes multifuncionais, onde a colaboração e a auto-organização predominam como essência desse processo.

O grande objetivo é transformar a maneira pela qual a empresa atua, é atender de maneira mais adequada as demandas que surgem de todos os lados.

Mas, se esse raciocínio parece óbvio e adequado aos nossos tempos, para quem precisa vivê-lo não é assim tão fácil, uma vez que persistem padrões já estabelecidos, estruturas de poder e hierarquias. A empresa ágil precisa de uma gestão ágil e de pessoas ágeis. Para isso, os líderes precisam ser ágeis e desenvolver sua equipe em direção à simplicidade e agilidade. É aqui que o Lìder Coach exerce seu papel, orientando e diluindo possíveis dúvidas e resistências.

É o líder, que também se desenvolve como coach, o responsável para que, com maestria e agilidade, a equipe entenda e queira vencer os desafios.

 

113 Post Views
plugins premium WordPress