Como Desenvolver seu Potencial de Líder

Você já se perguntou se tem potencial para ser líder?

 

Por incrível que isso possa parecer, há muitas pessoas que, mesmo com o cargo de chefia, gerência e até diretoria, se questionam se realmente têm potencial para liderar pessoas.

 

E eu, no trabalho de mentoria que faço, identifico que essas dúvidas dificultam a ação dos profissionais, mas são absolutamente naturais.

 

Quem não se perguntou se tem potencial para ser mãe, ou ser pai? Por que isso acontece? Porque não basta ter filho para ser mãe ou pai, assim como não basta ter equipe para ser líder.

 

É necessário que se desenvolva um novo papel e desenvolver um novo papel é como fazer crescer um músculo. O potencial está presente, ou seja, existe o músculo, mas precisa ser exercitado para aparecer. Do mesmo jeito, potencial de pai existe, assim como o de mãe, mas precisa ser exercitado. Uma mãe ou um pai que nunca estão com os filhos, que têm apenas um filho ou filha, talvez não desenvolvam em profundidade o papel de mãe ou pai e acabem desenvolvendo um pseudo papel, ou seja, um papel que na verdade é destituído de força e competência.

 

E assim acontece com o papel de líder. O potencial existe para todos, mas, desenvolvê-lo, passa por exercitá-lo e, para isso, há de se acertar e errar, arriscar e tentar, mas, acima de tudo, para desenvolver o papel de líder, é necessário que se queira muito, ou seja, precisa ter não só vontade, mas um profundo desejo.

 

Mas, como ter desejo em desenvolver um papel, seja lá qual for?

 

Bem, o primeiro passo é entender o significado desse papel. Ser líder é influenciar pessoas, ser líder é ajudar as pessoas a serem melhores, ser líder é ajudar no desenvolvimento da humanidade, pois se uma pessoa é influenciada de forma positiva, é alguém que contribui para que a sua família seja melhor, que seu entorno também evolua, ou seja, contribui, em última instância para o todo.

 

Aí vem a outra pergunta.

 

Partindo do princípio que a vontade e o desejo existem, qual o próximo passo?

O próximo passo é desenvolver competências.

E como se desenvolve competências?

De duas formas simples: aprendendo conceitualmente e colocando em prática.

Só isso? Não.

Corrigindo os erros continuamente, reaprendendo, colocando em prática.

 

E de novo:

Corrigindo os erros, reaprendendo e colocando em prática.

 

Simples assim, mas ainda tem mais perguntas:

 

Como aprender conceitualmente?

 

Hoje o mercado está cheio de cursos, dos mais variados, mas nem sempre se aprende conceitualmente as competências da liderança.

Em primeiro lugar, precisa-se saber em que momento do pipeline da liderança você se encontra;

E aqui eu me reporto a Ram Charan, que fale sobre o Pipeline da Liderança, em 7 Steps:

 

a) líder de si mesmo

b) líder de outros

c) líder de líderes

d) líder funcional

e) líder de área

f) líder da região

g) líder do negócio

 

Em cada um desses Steps, as competências são diferenciadas. Além disso, as competências a serem desenvolvidas precisam levar em conta o propósito da empresa e seus valores.

 

De qualquer forma, competências básicas são: Foco em Pessoas, Foco em Resultados.

Quando se fala em Foco em Resultados falamos em Visão, Inovação, Execução, Simplicidade.

Quando se fala em Foco em Pessoas falamos em Comunicação, Inteligência Interpessoal, Inteligência Intrapessoal, Mestre.

 

E aí é a decisão importante de procurar cursos e leituras sobre os temas. Isso mesmo, estudar, como se fosse estudar qualquer matéria na escola. Ou também, procurar um MENTOR, que possa ajudar a desenvolver o papel de líder.

 

Depois, colocar em prática com total consciência e presença.

Exemplo: nesse momento estou exercitando a comunicação (quando se passa uma orientação).

Nesse momento estou exercitando o foco em resultados (quando se atua nas metas a serem alcançadas).

Pedir feedback ao seu próprio líder, aos pares e à equipe, porque, com certeza feedback também é uma forma de aprender o que está dando certo e o que não caminha bem e, aí sim, potencializar ainda mais o papel de líder.

 

E assim, esse papel, de tanto ser experenciado, corrigido, experimentado de novo, acaba por criar forma. O mais importante é que, se você seguir esse caminho, não existirá mais dúvidas se existe ou não potencial, mas a certeza que se é um Líder.

 

Líder esse que nunca está totalmente pronto e, que tal como um músculo, se não for exercitado acaba murchando e desaparecendo.

 

Então, respondendo à pergunta “Como desenvolver seu potencial de líder”.

 

– Aprendendo conceitualmente com cursos, leituras e, principalmente com mentorias.

– Colocando em prática.

– Errando, aprendendo e voltando a colocar em prática.

 

Por que mentoria? Porque, diferentemente dos cursos, onde às vezes nem testes de verificação de aprendizagem são feitos, a mentoria acompanha não só a forma de absorção do conteúdo teórico, mas também sua prática e a discussão da evolução feita.

 

Mentoria, cursos, leituras, feedback e prática. Gostaram da receita?

 

 

Fátima Motta

PhD. em Ciências Sociais, Mestre em Administração, Analista.

Janeiro /2023 – Total de 35 visualizaçãoes até a data de 20/01/2022

 

Consciência Emocional é o maior desafio para os humanos seres que somos. É ela  que nos diferencia dos animais e, pela dificuldade de construí-la, talvez seja  o que gera maior problema nos relacionamentos, sejam eles profissionais ou pessoais.

As palestras, programas e mentorias que desenvolvemos têm sempre como objetivo fornecer ferramentas, metodologias e caminhos, para que você possa lidar com suas emoções de forma a gerenciá-las, criando e mantendo relacionamentos saudáveis, bem como tomando decisões acertadas.

Venha conhecê-las!

Whatsapp https://wa.me/qr/H6SVHFHUH2LFL1 

 

498 Post Views
plugins premium WordPress